Indepence day!

Não há como resumir e muito menos para contar tudo. É tanto setimento que tem hora que acho que vou explodir. Mas não em um sentido ruim, muito pelo contrario. Não fico recuada, nem entediada e com mil coisas na cabeça. Aqui tudo tem seu tempo e não adianta ficar com raiva, pedir com carinho ou fechar a cara.

As coisas na Índia se definem e não a sua vontade. E por mais inacreditável que seja no final tudo dá certo. (Assistam The great exotic marigold hotel)

Ontem foi o dia da independência da Índia. Eu e Daniela (colombiana que vive comigo) fomos convidadas para sermos a atração principal em uma escola muito simples que fica a 3 horas de Jodhpur.

E como foi Marcela?

SURREAL!

No carro, eu, Daniela, Yash (um amigo indiano da AIESEC) e o motorista que só falava hindi. Estávamos prontas as 5:30 da matina, mas como de praxe no atraso indiano, saímos as 6:30.

O caminho foi permeado por vilarejos parecidos com os filmes de faroeste, muitos animais e formações geográficas bemmm diferentes. Uma mistura de cerrado com deserto com as pedras do estado do Espírito Santo. Queria minha amiga Manu para ter explicações geográficas de tudo.

No meio de tudo ficamos perdidos e paramos o carro numa cidadezinha para tentar achar sinal para celular. No momento em que paramos várias pessoas começaram a se acumular em volta do carro. Nos próximos 20 minutos nós viramos a atração da cidade. O carro ficou rodeado e todo mundo encarando sem nenhuma cerimônia. (Quite an experience)

Chegamos a escola e havia toda uma cerimônia montada com palco e lugares para as atrações. Esse dia foi uma grande mistura de emoções. As danças foram lindas e as roupas super coloridas. Mas o fato de todos se acumularem só para dar uma olhadinha em nós foi um pouco angustiante.

 

Tiramos fotos com todos. O diretor da escola, a mãe do diretor, a  irmã, os amigos, os senhores de turbante, o senhor com cara de marajá, as menininhas, o cerimonialista e uma foto com todo mundo!

 

No final passamos pela vida daquelas pessoas. Olhei para trás com quase toda certeza que nunca voltarei para aquele lugarzinho no meio  das montanhas indianas e que talvez tenha alterado a vida de alguém.

E sim, tenho a foto clichê de um estrangeiro no meio de criancinhas em um vilarejo desconhecido.

 

 

 

 

 

Anúncios

8 thoughts on “Indepence day!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s