Noite de vento parado (Pushkar – India)

Havia vento, mas estava parado.

Depois de fogos, serpentinas, cores e lutas de espadas o vento se cansou.

Resolveu parar e escutar os pensamentos dos que ali estavam.

O oxigênio foi suspendido e as pessoas continuaram respirando.

Faziam como no oceano, mas estavam na porta do deserto de Thar.

Uma coreografia do silêncio, apenas deixando uma ou duas bolhas escapolir.

Na cidade da feira de camelos os mercantes só faziam olhar para o céu.

Talvez no próximo dia o vento voltasse a trabalhar.

Stopped wind night (Pushkar – India)

There was wind, but was stopped.

After fireworks, streamers, colors and sword fights the wind got tired.

He decided to stop and listen to the thoughts of those who were there.

Oxygen was suspended and people continued breathing.

They breath like in the ocean, but they were at Thar Desert’s door.

A choreography of silence, leaving only one or two bubbles escape.

In the fair camels city  merchant only looked at the sky.

Maybe next day the wind returned to work.

Anúncios

2 thoughts on “Noite de vento parado (Pushkar – India)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s